Arquivos do Blog

Quitei minha dívida e meu nome continua sujo, o que faço?

Primeiramente, necessário mencionar que a presente resposta é lastreada considerando a existência de uma relação de consumo entre o credor e o devedor. Assim, temos ser direito do credor da dívida não quitada enviar o nome do devedor para a lista de inadimplentes, pois tais cadastros existem para inibir que a pessoa com o “nome sujo” exerça normalmente as relações comerciais inerentes ao mundo capitalista. Leia o resto deste post

BANCO PODE RETER CRÉDITOS EM CONTA CORRENTE PARA QUITAR EMPRÉSTIMOS E DÍVIDAS?

A crise que assola o país, decorrente de um forte incentivo ao consumismo desenfreado, tem repercutido na vida de vários brasileiros, independente da classe social, pois, até em decorrência da inflação real, muitos estão enfrentando dificuldades financeiras para garantir a própria subsistência e/ou honrar com as dívidas assumidas com os bancos.

Porém, os bancos são enérgicos no papel de credores e descontam diretamente da conta do cliente créditos Leia o resto deste post

Empréstimo não solicitado, o que fazer?

O assunto já foi abordado em outra situação, mas em razão de algumas dúvidas existentes é importante esclarecer algumas situações.

Primeiramente, é fundamental que os consumidores tenham ciência de que toda e qualquer movimentação bancária deve obrigatoriamente ter a anuência do cliente, procedimento que é válido desde a abertura da conta e prevalece até o seu encerramento.

Assim, sem considerar os casos em que a conta foi aberta de forma fraudulenta Leia o resto deste post

Fraude no empréstimo consignado, o que fazer?

Que o Brasil vive uma epidemia de violência não se questiona, e, além dos riscos físicos de assaltos, assassinatos, roubos e furtos, não faltam relatos de aposentados e/ou pensionistas vítimas de empréstimos consignados nunca realizados.

Assim, muitas vezes, os lesados descobrem que foram vítimas quando tentam realizar os saques de seus valores e percebem que um percentual foi retido para o pagamento da parcela do empréstimo.

Quando isso ocorre os danos são incalc Leia o resto deste post

Uso de documento falso para obtenção de empréstimo – Decisões Judiciais

Como abordado nos posts anteriores, o Poder Judiciário garante ao cidadão de bem vítima de qualquer intercorrência fraudulenta o direito ao ressarcimento pelos danos morais e/ou patrimoniais sofridos, conforme julgados abaixo. Leia o resto deste post