O uso seguro da internet nas operações bancárias.

É incontestável o quão facilitador e cômodo é o uso da internet para realização das transações bancárias e, desde que bem utilizada, é um método seguro, mesmo ciente de que não é inviolável.

Entretanto, infelizmente, nenhum método é totalmente seguro, pois, se o cidadão for realizar transações pessoalmente há risco de assaltos também, ou seja, quando o assunto está relacionado a transações envolvendo questões patrimoniais o risco sempre existirá, de tal sorte que o anseio sempre é diminuir as chances de qualquer intercorrência por intermédio de ações que diminuam os riscos nas operações.

Assim, por mais que existam os mais variados tipos de vírus que almejam interceptar e/ou colher dados dos usuários para aplicar golpes, a adoção de alguns procedimentos podem diminuir consideravelmente os riscos das transações eletrônicas, senão vejamos algumas dicas para o uso do computador.

Salvo raríssimas exceções e isoladíssimos casos, são remotas as chances de adquirir um computador novo (desde que em lojas qualificadas) com algum tipo de vírus, inclusive, em alguns equipamentos, o sistema operacional está apenas pré-instalado e caberá ao usuário realizar os procedimentos necessários para finalização de sua instalação e configuração da forma que melhor lhe convier.

Destarte, muitas vezes, é a própria forma de atuação do usuário que culmina com a permissão para que vírus ou outros programas maliciosos sejam instalados, razão pela qual é fundamental a observância dos procedimentos básicos.

  • Não é aconselhável o uso de computadores compartilhados, especialmente os disponibilizados em locais públicos para realização de operações bancárias pela internet;
  • Mantenha sempre o navegador atualizado e sempre que solicitado realize as atualizações dos complementos de segurança dos aplicativos Java ou outro disponibilizado pela própria instituição financeira, adotando cautela no sentido de verificar se o aviso de atualização é realmente de uma fonte confiável ou não;

  • Mantenha o sistema de antivírus atualizado;

  • Quando for utilizar de algum serviço bancário tenha o hábito de digitar o endereço completo do link, evite o uso de qualquer direcionamento de páginas ou outras situações que “transportem” para o site da instituição;

  • Fique atento, pois os sites bancários possuem em sua grande maioria como inicio o endereço HTTPS e não HTTP, e em caso de qualquer alerta do navegador fique atento;

  • Por mais que cada banco tenha seu sistema de acesso, a utilização de cartões com os códigos de segurança, token de acesso ou certificado digital é constante, e não é procedimento normal a solicitação de vários códigos de acesso, quando isso ocorrer à atenção deverá ser redobrada;

  • É normal que as instituições financeiras disponibilizem aos usuários manuais ou guias para o uso seguro da internet para realização das transações eletrônicas, portanto é importante que o usuário leia e siga corretamente as orientações;

  • Não acredite em e-mails informando sobre cancelamento de cartão, necessidade de atualização de cadastro, solicitação de revalidação de senha ou outros pedidos ou informativos lastreado na obtenção de dados, não é praxe dos serviços bancário enviar e-mails aos usuários para tais fins, ao receber qualquer e-mail com tais características o mesmo deverá ser desconsiderado;

  • Vários golpes possuem como chamariz a concessão de algum brinde ou notícias de alguma pendência, cobranças, depósito etc, porém, não é praxe de nenhuma instituição realizar tais atos por intermédio de e-mail genérico, quando isso ocorrer desconsidere, não abra o e-mail e, em existindo dúvida, contate o gerente bancário ou alguma pessoa de confiança com conhecimento em informática mais apurado para avaliar a situação;

  • Atenção aos sites “espelhos” em que a característica visual de um determinado estabelecimento é copiado. É normal que tais sites contenham erros de grafias, formatação irregular da página, informação de links defeituosos e outras características que, com um pouco de cautela, permite perceber que há algo de anormal;

  • Após o termino da transação eletrônica, utilize o “sair” do site e feche o navegador;

  • Evite compras em estabelecimentos não conhecidos e tenha sempre atenção redobrada com os valores ofertados, pois um grande chamariz para aplicação de golpes é disponibilizar mercadorias com preços extremamente baixos.

  • Não confiem jamais em seu conhecimento pessoal, tenha em mente sempre a desconfiança, pois diariamente no Mundo todo há especialistas desenvolvendo códigos com o único anseio de fraudar terceiros, ou seja, tenha sempre a cautela.

E, se mesmo assim o usuário for vítima de qualquer intercorrência, é importante que imprima todas as informações possíveis e faça um histórico dos fatos e acontecimentos e procure auxilio para obtenção do ressarcimento e/ou evitar aumento do prejuízo.

Para maiores informações acesse o link http://cartilha.cert.br/

obs: foram listadas apenas algumas dicas entre as inúmeras existentes.

Anúncios

Sobre Administrador

A Trajetória Humorada De Um Futuro Ex Gordo. O Antes e o Depois Da Cirurgia Bariátrica.

Publicado em 6 de setembro de 2013, em As Fraudes, Dicas De Segurança, Fraude Bancária e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Dúvidas e Sugestões

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: